OFF #9

https://i1.wp.com/djchapolim.zip.net/images/MichaelJacksonDancando1.jpg

O último tributo ao Rei.

Obviamente você sabe. A lenda da música Pop descansou.

Revivendo este espaço, vou reviver Michael Jackson falando sobre o que eu sei sobre ele, sem plágios, somente com minhas palavras.

Quem foi Michael Joseph Jackson ?

Foi um cantor, compositor, ator, dançarino, publicitário, escritor, produtor, diretor, poeta, instrumentista, estilista, ilusionista, empresário, abusador, lenda, criança, adulto, negro, branco ?

Jackson foi muito mais que isso. Nasceu em agosto de 1958, em Gary, Indiana, lugar de negros pobres. Desde os 5 anos de idade, era apaixonado por música e dança.

Isto culminou nos ‘Jackson 5’, a banda de Michael e mais 5 irmãos mais velhos. Mesmo com 12 anos, o pequeno assumiu o microfone, atingindo as paradas de sucesso com 4 músicas: I Want You Back, ABC, I’ll Be There, The Love You Save, sinceramente são muito boas para quem gosta do estilo de Pop dos 1970’s.

Apesar da fama, Jackson não vivia feliz. Havia perdido a fase de criança e pré-adolescência.

Solo

Off The Wall

O album de 1979, ‘Off The Wall’ explodiu de sucesso. Vendeu mais de 25 milhões de cópias.

Como tributo a esta época assista o clip da Don’t Stop ‘Til You Get Enought.

O legal deste clip é que podemos ver o quanto é bom o Michael Jackson cantor. Sem danças, sem coreografias, só tua voz.

Thriller

Aqui podemos ver o porquê de Michael Jackson ser chamado de ‘King of Pop’. Em 1983, foi lançado o Thriller, que com 9 músicas, 7 consistiram no topo das paradas.

Dentre estas, se destacaram as faixas Thriller, Beat It e Billie Jean.

Mas não foi só isto o Thriller; Foi a revolução dos clipes de música pop. A partir daí, os clipes começaram a ter ‘mini-histórias’, o que deu vontade de assistir mais ainda o clip em questão. Fora as coreografias inecopiáveis de Jackson.

Isto rendeu mais de 106 milhões de cópias vendidas no mundo. O recorde que ainda não foi quebrado nem por Beatles, nem por Nirvana, nem por NX Zero (vocês entenderam o que eu quis dizer !?).

Bad

Bad, é a minha faixa favorita de Michael. Com a pele já meio esbranquiçada, Jackson não perdeu a pose e estrelou bravamente este album. 32 milhões de cópias espalhadas a este mundo.

Dangerous

Nesta hora, eu penso “Cada música melhor que a outra!, Thriller, Beat It, Billie Jean, Bad e agora Dangerous!”.

Foi no fim da década de 80. Dangerous deixou uma herança para estes artistas da black music atual, como Justin Timberlake e Black Eyed Peas, aliás, toda a black music no século XXI, tem um dedinho de Michael.

Falando em Dangerous, lembrei-me do clip, dos homens de preto e branco atrás de Michael, fazendo coreografias inimagináveis, como aquele truque de ficar inclinado 45º.

Ainda no Dangerous, tem uma das melhores músicas de Michael, a ‘Black or White‘, em que no clip tem aqueles efeitos que não era nada normais na época, como os brancos se tornando negros.

34 milhões de pessoas adquiriram o álbum histórico.

Ligações

• Neverland (Terra do Nunca)

Michael morou num lugar chamado ‘Neverland’, desde 1988. Este lugar era cheio de brinquedos e pigmentos destinado a crianças. Michael construiu este lugar por conta de não ter tempo para brincar, logo brincara após adulto.

• Moonwalker

Moonwalk, foi um passo criado por Michael. Ao ver, dá á paracer que está flutuando. Mas o Moonwalk foi muito mais que isto. Em 1988, o astro lançou a autobiografia Moonwalk e o filme Moonwalker, dirigido essencialmente por Jerry Kramer, que continha os videoclipes de “Smooth Criminal” e “Leave Me Alone”. O longa-metragem ainda deu origem a um jogo de videogame de mesmo nome para fliperamas, Sega Mega Drive e Sega Master System. Jackson ganhou um Grammy pelo videoclipe de “Leave Me Alone” em 1989.

• Pele

A pele de Michael é outro caso a parte. Várias pessoas dizem que ele foi raspando a pele para ficar branco, e daí surgiu a doença. Mas o próprio Jackson afirma que foi decorrente de um vitiligo (doença que faz a pele perder a cor).

• Clipes Caros

Apesar de Thriller ser um dos clipes mais caros da história da música, o clip Scream foi o mais caro, pois contou com partes em 3D, a novidade da época.

• Brasil

Michael fez a bondade de aparecer no Brasil 3 vezes.

A primeira vez foi em setembro de 1974, quando ele tinha apenas 16 anos, com os Jackson Five, que faziam uma turnê pela América Latina, apresentando-se em São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

A segunda vez foi em outubro de 1993. Michael fez dois shows no Estádio do Morumbi, em São Paulo. Na saída de um visita a uma fábrica de brinquedos, um dos veículos da comitiva de Michael atropelou dois irmãos: a menina sem gravidade e o menino quebrou a perna. Michael visitou o rapaz no hospital.

A última vez foi em fevereiro de 1996, quando ele esteve novamente no Brasil para gravar o clip da música They Don’t Care About Us, na Favela Santa Marta do Rio de Janeiro e no Pelourinho, em Salvador. Neste clip, contou com a participação do Olodum, em que o gênio Michael combinou genialmente a batida do Olodum com a batida do Pop, formando uma música genial.

Homenagem do WWE Aki! à Michael Jackson e família, o Rei do Pop. Descanse em Paz.

Michael Jackson, * 1958 2009

Anúncios

Sobre Danillo Lima
Diretamente do caos estilizado de São Paulo, este é o fundador do WWE Aki!. Já fez de crônicas à biografias. Hoje, dá mais atenção à administração em geral, o Booking e sua coluna É fato.... É uma "lenda" do WWE Aki!, pois foi consagrado Hall of Famer.

One Response to OFF #9

  1. Sting says:

    RIP MJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: