É fato… | Globalização

Nesta oitava edição do É fato…, o assunto é a Globalização, uma palavra que se tornou comum nos últimos anos. Vamos ver o que eu tenho a falar sobre e dê sua opinião ao final.

Antes de começar, vamos à definição da Wikipedia, básica:

A globalização é um dos processos de aprofundamento da integração econômica, social, cultural, política, que teria sido impulsionado pelo barateamento dos meios de transporte e comunicação dos países do mundo no final do século XX e início do século XXI.

Primeiramente, vamos analizar essa frase. […]aprofundamento da integração econômica, social, cultural, política[…]. Bem, é verdade, tem que existir alguma mistura entre estes pontos para que haja a globalização. Começando pela questão socio-econômica, que deveria estar num mesmo patamar, o que não acontecerá nunca, como por exemplo, um operário indiano não irá terá o mesmo holerite que um empresário francês, e um negro do Chade não será tratado como um homem inglês. A cultura então, é um caso a parte… Está certo que, por exemplo, a cultura latina tem traços africanos, porém jamais teremos algum venezuelano praticando budismo e um coreano muçulmano. Quanto a política, é pior ainda, enquanto estamos aqui a acabar com os senadores, tem países à se preocupar com seus primeiros ministros e príncipes.

Tem um texto famoso que explica claramente o que é globalização, que vou colar aqui:

Pergunta: Qual é a mais correta definição de Globalização?
Resposta: Morte da Princesa Diana.
Pergunta: Por quê?
Resposta: Uma princesa inglesa com um namorado egípcio tem um acidente de carro num túnel francês, num carro alemão com motor holandês, conduzido por um belga, bêbado de whisky escocês, que era seguido por paparazzis italianos, em motos japonesas; a princesa foi tratada por um médico americano, que usou medicamentos brasileiros.

E isto é enviado a você por um brasileiro, usando tecnologia de Bill Gates, e, provavelmente, você está lendo isto num clone da IBM que usa chips feitos em Taiwan, e num monitor coreano montado por trabalhadores do Bangladesh numa fábrica de Singapura, transportado em caminhões conduzidos por indianos, roubados por indonésios, descarregados por pescadores sicilianos, reempacotado por mexicanos e, finalmente, vendido a você por judeus, através de uma conexão paraguaia.

Isto é, caros amigos,
GLOBALIZAÇÃO!!

Na primeira vez que li este texto, arrepiei… Explica claramente o que estamos vivendo. Deste lado, a globalização é algo que existe e está bem na nossa frente.

E você ? É contra ou pró à Globalização ?

@hardcoredanillo

Compartilhe:

Sobre Danillo Lima
Diretamente do caos estilizado de São Paulo, este é o fundador do WWE Aki!. Já fez de crônicas à biografias. Hoje, dá mais atenção à administração em geral, o Booking e sua coluna É fato.... É uma "lenda" do WWE Aki!, pois foi consagrado Hall of Famer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: